Translate

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Uma parábola sobre a CURA

Olá queridos irmãos de jornada e de alma.
Que todos estejam abençoados com a mais alta frequência Cósmica.

Hoje eu vou escrever uma parábola sobre a cura, parábola essa, que ainda não a criei, mas vou criá-la exatamente AGORA(ou seja, ela sempre esteve criada, pois não existe nada que já não existisse antes de ser Criado)

Essa é a história de Safariel.
Safariel era um garoto ainda, por volta de seus 14 anos de idade.
Não era um garoto comum, já que não se interessava tanto nas coisas que os outros garotos de sua idade se interessavam. Se interessava mais em ler livros sobre espiritualidade, mas, ainda assim, não deixava de se divertir como uma criança que era.
Safariel ainda não sabia, mas ele era um menino que veio de outro lugar. Sua CASA original, não era o Planeta Terra, mas estava aqui, encarnado, vivendo uma vida humana, pois assim sua alma havia escolhido.
Obviamente que, ao optar por encarnar neste Planeta, ele acabou adentrando na ilusão da dualidade, e acabou tampando sua visão com o véu de Maya. Assim sendo, por mais que sua alma lhe dissesse que aquele lugar não era sua casa, e ele ouvisse sua alma, ele não se lembrava de quem ele era, nem de tudo que ele já tinha conhecimento. Por outro lado, estava vivendo uma de suas encarnações primordiais, onde iria despertar ainda seu verdadeiro EU, e por isso começou cedo na jornada da espiritualidade.


Um dia, nosso personagem estava andando pela rua, voltando de escola onde estudava.
Apesar da pouca idade, ele sabia se virar, e sua casa era perto, o que o permitia caminhar. Acabava sendo muito bom, já que ele adorava andar e perceber as coisas belas da vida que o rodeavam. Coisas que a maioria das pessoas deixavam passar despercebidas, mas não ele.
No meio do caminho, uma criança pequena o abordou. Devia ter no máximo 9 anos de idade, e vestia-se com uma roupa velha e suja. Era provavelmente, algum morador de rua.
O pequeno garoto, disse para Safariel que vivia nas ruas, junto de seus pais e mais 2 irmãos que eram mais novos, e que costumava fazer um trabalho aqui, outro ali, ou até mesmo pedir algum dinheiro para as pessoas que passavam na rua, mas que não era o caso dessa vez.
O garotinho, que se chamava Paulo, ou Paulinho, como era conhecido, disse que já a algum tempo, vinha sentindo fortes dores na região do estômago, mas que não queria contar para seus pais, pois ele não podia deixar e trabalhar por um dia ou mais, pois assim, estaria deixando de ajudar seus irmãozinhos a se alimentar.

Safariel então, colocou suas mãos no bolso, e viu que não tinha nenhuma moeda.
Ele sempre teve um grande impulso em ajudar as pessoas e, então, abriu sua carteira, viu que tinha apenas uma nota de 50 reais. Mesmo assim, nosso amigo pegou a nota e a entregou para Paulinho.
Paulinho, em seguida, o relembrou de que esse era um caso diferente, e que ele não queria o dinheiro, e sim outro tipo de ajuda. Começou a contar partes de sua história e, então contou que já a algumas semanas, vinha sonhando com um garoto, com a descrição física igual à de Safariel e que, nesse sonho, o garoto aparecia com roupas brancas, pedia ao Paulinho para que se deitasse, e logo em seguida, colocava suas mãos sobre a barriga de Paulo, sem que tocassem a barriga, mas mantendo uma pequena distância.
Depois de alguns minutos, o jovem de roupas brancas, terminava o que estava fazendo, e dizia ao menino de rua:

-Pronto meu amigo. Agora você está curado.


Ao terminar de contar o sonho, o garoto foi pedindo então, para que Safariel o curasse, e o ensinasse como fazer aquilo, pois seu sonho era poder curar todas as pessoas do Mundo.
Safariel então, meio encabulado, disse sentir muito, mas que aquilo era apenas um sonho, e mesmo que não fosse, tinha certeza de que ele não era a pessoa do sonho, pois nunca havia curado nada nem ninguém.
O garoto insistia. Dizia ter certeza de que poderia ser curado por Safariel, e continuava a insistir, aclamando por ajuda, pois precisava estar bem e forte, para conseguir o dinheirinho que conseguia dia a dia.

Depois de muita insistência, Safariel, vendo que não conseguiria sair de lá sem que fizesse o que o garoto pedia, por mais que parecesse loucura, ele deveria fazer, pois só assim conseguiria ir para casa.
Colocou as mãos então, da forma como o garoto descreveu no sonho, sobre sua barriga, e antes de começar a fazer qualquer coisa, pediu a Deus para que, se existisse alguma possibilidade de cura para aquele menino, para que Ele pudesse enviar sua energia, a fim de curar o mesmo.
Nesse momento, sentiu alguma formigação em suas mãos, mas ele já tinha conhecimento de energia, então sabia que algum tipo de energia estava saindo de suas mãos, mas não tinha certeza de que eram energias curativas.

Faltando pouco para terminar a sessão de cinco minutos, ainda com as mãos sobre a barriga de Paulinho, foi tomado por uma sonora onda de amor, que o preencheu por completo. Sabia então, pela primeira vez na vida, que não estava tentando curar seu amiguinho, mas que estava sim, de fato, removendo o que quer que fosse que tivesse de errado na barriga de Paulinho.
Quando a sessão foi terminada, Safariel agradeceu a Deus, com extrema gratidão, por ter sido um veículo para a cura do garoto. Deixou os 50 reais com o menino, que o agradeceu imensamente, e retornou para sua casa.

Três semanas depois, novamente, voltando pelo mesmo trajeto, se deparou com o menino novamente, que veio correndo em sua direção, bem mais disposto, limpo e sorridente.
Paulinho havia dito que as dores sumiram por completo instantes depois daquele passe mágico, e que depois daquele dia,  se sentiu com muito mais energia e disposição. Até estava ganhando mais do que costumava ganhar. Disse ainda que, toda aquela disposição e alegria, animaram seus pais, que também conseguiram sair para arrumar trabalhos temporários, com muito mais disposição. Tudo havia mudado repentinamente.
Paulo então o agradeceu imensamente, e cobrou novamente, que Safariel o ensinasse a curar, pois ele queria poder curar o Mundo.
Sendo assim, Safariel começou a dar seus primeiros passos como mestre, e teve seu primeiro pupilo e discípulo.


A moral dessa história toda, tem um objetivo bem claro, que é passar a mensagem de que, todos nós, podemos curar. Não existe doença que seja incurável.
Todos nós somos curadores, mas para curarmos, a pessoa que vamos curar, precisa acreditar que está sendo curada.
Paulinho foi curado porque acreditou, com toda sua fé, de que Safariel podia curá-lo.
Safariel, pôde curar Paulinho, porque, além do garoto acreditar na cura que receberia, percebeu que ele poderia usar a energia cósmica curativa, a energia do amor que tudo cura, para realizar a cura, e ainda mais porque, ele agradeceu e foi grato por ter feito o papel de curador.
Antes mesmo de saber se havia funcionado, ele já havia agradecido por ter curado o menino, pois sabia que realmente o havia feito.

Nós, como trabalhadores da luz, precisamos ter a plena consciência de que somos curadores, e que a cura já foi realizada, antes mesmo do processo de cura. Só precisamos ter essa certeza.
Claro que, a cura, só será eficiente, se quem recebe a cura, acreditar, com a mesma fé de quem está curando, que realmente está sendo curado.
É de extrema importância que comecemos a praticar nossos dons de cura, pois eles não só serão muito necessários, COMO JÁ SÃO.
Comecemos a curar a nós mesmos, antes de curarmos aos outros. Curemos nossas dores físicas, nossas doenças, nosso emocional.
Mostre a você mesmo que você pode curar, inclusive a si mesmo. Sendo assim, estará preparado para ajudar pessoas que precisam de você.

Antes de terminar esse texto, gostaria de chamar atenção para um detalhe que deixei em segundo plano, pois não era o assunto do texto de hoje, mas será assunto de algum texto próximo que está por vir. Não sei ainda se será o próximo exatamente, ou se virá depois, mas se preparem para o tema OTHERKINS (pessoas que não tem a alma humana, mas estão em corpos humanos, encarnados como humanos, e vivendo como humanos).


Por hoje é só meus irmãos.
Que todos permaneçam envoltos do mais puro amor.
Sou grato a todos vocês por me acompanharem e me ajudarem com meu trabalho.
Sou GRATO ao Universo, e a toda alta espiritualidade e seres de luz que me acompanham durante esse trabalho e na minha vida em geral.

O Deus que habita em mim, saúda o Deus que habita em você.

Muito obrigado.

Que assim SEJA. Assim já É.

""""""Junte-se a nós em nosso trabalho de uma forma mais efetiva. Conheça nossos canais de comuniação, como a FAN PAGE do blog Trabalhadores da Luz e nosso projeto paralelo que anda de mãos dadas com o Blog, nosso canal no Youtube EU EXISTO e também sua FAN PAGE. Sigam a Fan Page do blog no facebook, sigam a Fan Page do canal Eu Existo no facebook e se inscrevam no canal, assim vocês podem acompanhar todas as nossas novidades, como novas postagens no Blog e novos vídeos, e não se esqueçam de deixar seu like se gostarem. Dessa forma estarão todos contribuindo juntos para nosso crescimento e estarão ajudando a levar nossas mensagens para mais pessoas. Não se esqueçam de divulgarem e compartilharem as Fan Pages e o Canal também. Façam parte desse trabalho juntos de nós.

FAN PAGE do Blog Trabalhadores da Luz: https://www.facebook.com/lightworkers33

CANAL EU EXISTO: https://www.youtube.com/channel/UCnoou8YejQNi8rLw0P9nQPA

FAN PAGE DO CANAL EU EXISTO: https://www.facebook.com/canaleuexisto """""""""""

Um comentário: